Sabe o que é o FPS (Fator de Proteção Solar)?

Todos sabemos a importância da utilização de protetores solares para prevenir as lesões ligadas ao fotoenvelhecimento e proteger contra a fotoimunossupressão induzida. Por outro lado, existem também estudos
epidemiológicos que demonstram que a utilização de protetores solares pode prevenir alguns tipos de carcinoma da pele.

ceu azul com mãos abertas por baixo do sol com imagem a explicar o que é o fator de proteçao solar

Para que os protetores solares cumpram estes efeitos benéficos, e para que previnam as queimaduras solares, estes produtos têm de proteger a pele contra as radiações UVB e UVA, quer através da absorção, quer através da reflexão das mesmas.
A radiação solar é composta pela radiação ultravioleta B ou “radiação UVB” (radiação solar no espectro de 290-320 nm), e pela radiação ultravioleta A ou “radiação UVA” (radiação solar no espectro de 320-400 nm). A exposição da pele à radiação solar pode provocar queimadura solar (inflamação) e vermelhidão da pele (eritema), causadas principalmente pela radiação UVB. Embora a exposição à radiação UVB seja a principal responsável pela ocorrência de cancro da pele, não se pode negligenciar o risco gerado pela radiação UVA.

Além disso, a exposição à radiação UVA conduz ao envelhecimento prematuro da pele. A investigação científica indica que a exposição excessiva à radiação UVB, assim como à radiação UVA, tem impacto no sistema imunitário.
Mesmo os protetores solares muito eficazes e que protegem das radiações UVB e UVA não podem garantir proteção completa contra os riscos da exposição à radiação ultravioleta (UV), já que nenhum protetor solar
consegue filtrar na totalidade a radiação UV.

O “fator de proteção solar” é a relação entre a dose mínima de radiação UVB que causa eritema (escaldão) na pele protegida por um protetor solar e a dose mínima de radiação UVB que causa o eritema na mesma pele, quando desprotegida.


O “fator de proteção UVA” é a relação entre dose mínima de radiação UVA necessária para induzir um escurecimento persistente dos pigmentos na pele protegida por um protetor solar e a dose mínima de radiação UVA que é necessária para induzir este efeito na mesma pele, quando desprotegida.
Embora o fator de proteção solar seja referente apenas à proteção contra a radiação que causa eritema, ou seja, principalmente a radiação UVB, os protetores solares devem conter proteção UVB e UVA. A sua eficácia é definida com base nas seguintes categorias: «baixa» (SPF 6 e 10), «média» (SPF 15, 20 e 25), «elevada» (SPF 30 e 50) e «muito elevada» (SPF 50+).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: