Os antigripais

Os antigripais

Nesta altura do ano, vemos as pessoas comprar muitos antigripais e, em muitos casos, sem questionarem as indicações para tal. Existem inúmeros medicamentos nesta categoria mas, normalmente, têm paracetamol com descongestionante nasal, ou alguma combinação destes com cafeína.
O que me preocupa, sobretudo, são 3 factores:
– Nem todas as pessoas os podem tomar, existem situações em que são contra-indicados;
– Não são indicados para todas as situações, conforme detalharei mais abaixo;
– Apesar de serem medicamentos de venda livre e de estarem disponíveis não só em farmácias, como também em parafarmácias de superfícies comerciais, não devem ser comprados de ânimo leve, pois continuam a ser medicamentos, com possíveis efeitos secundários e, como tal, devem ser tomados apenas se indicados para a pessoa e para os seus sintomas concretos.
Muitas vezes as pessoas vêm comprar um antigripal e, quando lhes pergunto os sintomas, apenas têm um dos sintomas, por exemplo só têm febre e/ou mal estar geral, mas não têm congestão nasal, vulgo nariz entupido. Nesse caso, na minha opinião, não faz sentido tomar um descongestionante nasal, sendo preferível tomar apenas o paracetamol separadamente. Até porque, o que acontece, muitas vezes, é as pessoas não se aperceberem da composição dos medicamentos, conhecendo apenas o seu nome comercial, e acabam por tomar medicamentos em duplicado, com risco de sobredosagem. Não é pouco comum encontrar pessoas que tomam um antigripal e paracetamol em conjunto, assim com pessoas que confundem paracetamol com ibuprofeno, sendo que o primeiro é analgésico e anti-pirético (combate a dor e a febre) e o segundo é também anti-inflamatório, combatendo a inflamação. Mais uma vez, apesar de a toma de ibuprofeno ser bastante generalizada, também deve ser feita com cautela, pois nem todas as pessoas o podem tomar (sobretudo as que têm um estômago mais sensível), nem, sem indicação médica, deve ser usado por períodos prolongados (apenas alguns dias consecutivos e respeitando a posologia recomendada para a dosagem em questão).
Em conclusão, todos os medicamentos merecem respeito, mesmo os mais comuns, é importante conhecer bem aquilo que tomamos e, em caso de dúvida, falar com o médico ou farmacêutico. 20200129_113354_0000

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: